????????????????????????????????????

Chorume: entenda os benefícios do tratamento biológico

Por Marketing
Escrito em 14 de julho de 2016
Atualizado em 8 de julho de 2016
Blog

Os aterros sanitários executam uma importante função para a sociedade por destinar corretamente os resíduos sólidos domiciliares, industriais e hospitalares. Fazer o manejo sanitário adequado traz benefícios para o meio ambiente e para a saúde pública.

Por causa da alta carga de compostos tóxicos e metais pesados, o tratamento biológico do chorume é importante para a conservação do meio ambiente. O manejo inadequado desse líquido com elevada demanda bioquímica de oxigênio pode poluir o lençol freático, comprometendo a região.

A contaminação da água por chorume pode causar danos ambientais a longo prazo, além de comprometer o ciclo da água naquela área, impactando na agricultura.

O que a lei diz sobre tratamento do chorume

Para evitar a contaminação do meio ambiente, há uma regulamentação estabelecida pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (NBR 8419/1992) sobre a construção de um aterro sanitário. A norma determina que o projeto deve conter um sistema de tratamento dos resíduos líquidos, como o chorume.

Caso não esteja previsto de maneira adequada no projeto, ele poderá não ser aprovado pelos órgãos competentes ou as atividades do aterro podem ser paralisadas.O tratamento biológico é um método de baixo custo, eficiente e atende aos padrões sanitários vigentes no país.

Etapas do tratamento biológico do chorume

O tratamento do chorume é algo complexo. Isso porque o líquido é composto por substâncias tóxicas e  com elevada carga bioquímica que são difíceis de prever, pois possuem concentrações variadas. O que funciona em um aterro pode não ser efetivo no outro por apresentar outras características a serem analisadas, como o clima e o tipo de resíduos que recebe.

No entanto, o tratamento biológico tem se mostrado bastante eficaz no manejo do chorume, seja para o descarte adequado ou reutilização do material. Nesse processo, deve-se estar atento ao controle da população de microrganismos e no tempo de decantação para que os efluentes atinjam padrões satisfatórios.

Filtragem física

O primeiro processo pelo qual o chorume passa é o tratamento físico por meio do gradeamento e da caixa de areia. O líquido passa por grades separando os resíduos sólidos maiores e depois é encaminhado para uma filtragem em um compartimento formado por grãos de areia de diferentes tamanhos onde os resíduos menores são retidos.

Tanques anaeróbicos e aeróbicos

A próxima etapa é o tratamento biológico em si em que o material passa por várias etapas de decantação em tanques anaeróbicos, aeróbicos e de estabilização. Caso não haja espaço suficiente para a construção dos três tanques, é possível escolher apenas um. No entanto, isso impossibilitaria o reaproveitamento do chorume na agricultura, por exemplo.

No tanque anaeróbico acontece a degradação orgânica pela falta de oxigênio. Esse processo dura em média sete dias. Depois, o chorume passa para o outro tanque onde acontece a retirada de metais pesados por meio de oxigenação.

Compostagem

Por último, o material restante adquire uma consistência pastosa, como um lodo, podendo já ser depositado em composteiras para posterior uso na agricultura.

O interessante deste uso é a aplicação de um resíduo extremamente poluidor transformado em composto orgânico com grande valor nutritivo. O uso de adubo originário do chorume já vem sendo utilizado em algumas lavouras e se mostrou eficiente, principalmente na plantação de oleaginosas.

É um mercado que tem crescido no Brasil, e pode ser uma fonte extra de recursos para os aterros sanitários. Além de ajudar na preservação ambiental, na saúde pública, o tratamento biológico do chorume pode gerar receita.

Agora que você já sabe os benefícios do tratamento biológico do chorume, conheça algumas alternativas para reduzir o uso do plástico em bares e restaurantes.

 

Deixe um comentário

1 − 1 =

Fique por dentro

Fique por dentro de todas as nossas novidades e soluções, do mercado de
agropecuaria, saneamento e bens de consumo.