Saiba a importância da qualidade da água na piscicultura

saiba-a-importancia-da-qualidade-da-agua-na-piscicultura.jpeg

A piscicultura constitui uma das especificidades da aquicultura e caracteriza o cultivo de peixes de maneira controlada e por meio de técnicas e procedimentos próprios, visando à produtividade e, consequentemente, à geração de renda para o produtor.

Para que essa cultura seja lucrativa, alguns cuidados devem ser tomados, principalmente com relação à qualidade da água empregada — fator determinante para que os resultados sejam os melhores possíveis.

Confira neste post a importância da qualidade de água na piscicultura, quais fatores estão intrínsecos a essa condição e quais práticas você deve ter para que essa água se mantenha adequada.

Qualidade da água na piscicultura

Um dos principais objetivos na criação de qualquer animal é que ele se desenvolva apropriadamente, alcançando vigor em seu crescimento e em suas capacidades reprodutivas.

Para que esse propósito seja alcançado, além de alimentar os peixes de forma correta, é necessário cuidar do meio em que eles vivem. Por isso a água deve apresentar as condições ideais para que os resultados sejam os melhores possíveis.

A qualidade de água deve ser levada a sério na piscicultura, pois qualquer desequilíbrio em um fator limitante pode provocar a perda de produção e, por consequência, a redução dos lucros esperados.

Fatores que determinam a qualidade da água

Temperatura

Peixes são animais que variam sua temperatura interna de acordo com o meio em que se encontram.

Por isso, eles precisam estar em um ambiente com uma temperatura adequada para que possam realizar suas atividades metabólicas corretamente. Caso esse equilíbrio não ocorra, o peixe não será capaz de crescer e se reproduzir, acarretando em perda de produção.

pH

O pH mostra a quantidade de íons de hidrogênio dissolvidos em uma solução. Um valor de pH acima de 7 indica que o meio está ácido e, abaixo desse limite, básico.

Muitos peixes precisam ser mantidos em uma faixa ótima de pH entre 4 e 11. Do contrário, as condições seriam letais e comprometeriam toda a biota aquática presente.

Oxigênio

O oxigênio é um dos elementos-chave na busca da qualidade da água na piscicultura, já que é utilizado na respiração dos peixes e de outros seres vivos que constituem o ecossistema da cultura.

Dependente direto da temperatura, salinidade, transparência e altitude (coluna de água), o oxigênio deve ser mantido em uma concentração de 5 mg/l para que possa ser utilizado de maneira equilibrada por todos os peixes presentes.

Amônia

A amônia constitui a principal excreta dos peixes, decorrente da alimentação rica em proteínas e aminoácidos, substâncias essenciais para seu metabolismo.

No entanto, altas concentrações de amônia são tóxicas e provocam desbalanço fisiológico para os peixes, ocasionando em falhas neurais, renais, citológicas e dificuldade na respiração. A medição e o controle de amônia no meio devem ser feitos diariamente.

Práticas para manter a água adequada para a piscicultura

Reduzir a troca de água com Organpesc e Aquavitality

Uma ótima prática para atingir a qualidade da água na piscicultura é reduzir a troca com Organpesc e Aquavitality, produtos que a SuperBAC oferece.

Dessa forma, nutrientes próprios, como potássio e fósforo, serão dissolvidos na água, possibilitando o crescimento saudável de fitoplâncton e degradando o excesso de matéria orgânica, permitindo que o oxigênio dissolvido esteja em concentrações apropriadas.

Uso correto da ração

A ração possui os nutrientes certos para que o peixe consiga realizar suas atividades metabólicas. No entanto, quando oferecido em excesso, o alimento acaba se deteriorando no meio, além de ser eliminado nas fezes. Com isso, muitos compostos são liberados e podem comprometer fatores como oxigenação e pH da água.

Realizar manutenções regulares

Uma das principais dicas é a realização de manutenções e inspeções regulares. É preciso ficar atento a qualquer variação dos fatores determinantes da qualidade de água. Medições periódicas devem ser realizadas de forma a identificar o problema com eficácia e segurança.

A qualidade de água na piscicultura é essencial para que os peixes possam se desenvolver da melhor maneira. É muito importante cuidar dos fatores que determinam essa qualidade, além de colocar em uso práticas como as que listamos neste artigo.

Para mais informações sobre como realizar sua cultura com máxima produtividade e sustentabilidade, entre em contato conosco!

Deixe um comentário

um × dois =