Reaproveitamento da água da chuva: como armazenar?

reaproveitamento-da-agua-da-chuva-como-armazenar

A crise da água: é assim que tem sido chamada a falta de água suficiente para o consumo atualmente. Essa crise vai e volta e tende a permanecer cada vez por mais tempo, principalmente pela cultura do desperdício que há muitos anos se cultiva no Brasil.

É necessário um comportamento mais cuidadoso com relação à água e cada iniciativa nesse sentido será bem-vinda no interesse de toda a comunidade.

O reaproveitamento da água da chuva é uma medida socioambiental muito positiva e que deve ser incentivada. Veja como você também pode adotar essa iniciativa:

Importância da captação de água de chuva

A captação e reaproveitamento da água da chuva é uma grande colaboração que cada família ou empresário podem dar, com vistas a reduzir a demanda sobre o abastecimento público e destinar uma água que não precisa ser potável para aplicações que não necessitam de uma água nobre. Sua importância pode ser claramente percebida observando-se os efeitos que essa iniciativa produz:

  • promove uma atitude ambiental positiva e de interesse da comunidade;
  • restringe a utilização da água do sistema de abastecimento para usos mais nobres;
  • reduz a demanda sobre o sistema de abastecimento;
  • diminui o volume de escoamento superficial das chuvas;
  • disponibiliza água para situações emergenciais em tempos de crise;
  • economiza cerca de 50% nos custos da água;
  • permite o armazenamento de pequenos volumes de água.
  • deixar de destinar água potável para uso não necessário (lavagem de pisos, descargas, irrigação de jardins…)

É muito importante observar que a água da chuva não é potável e não deverá ser utilizada para consumo humano.

Como reaproveitar a água da chuva

O reaproveitamento da água de chuva se dá em 4 fases subsequentes, que podem ser assim descritas:

1 – Captação

A captação da água da chuva é realizada por meio dos telhados disponíveis na propriedade. Devem ser instaladas calhas ou aproveitar as já existentes. Estas deverão estar em boas condições e mantidas sempre desimpedidas e limpas.

A água da chuva cai sobre a área do telhado e escorre para as calhas, nas quais há uma canalização adaptada para a condução da água.

2 – Condução

A água que é captada segue por uma tubulação de PVC adaptada às calhas. Essa tubulação deve estar instalada da forma mais vertical possível, evitando-se trechos com pouca inclinação, porque podem apresentar obstruções com relativa frequência.

3 – Filtragem

Toda a água conduzida pela tubulação deve passar por uma filtragem do tipo peneira, feita com tela de mosquiteiro. A finalidade é reter os sólidos e as sujidades de todo tipo, que poderiam facilitar o risco de proliferação de microrganismos.

4 – Armazenamento

O armazenamento da água da chuva pode ser feito em reservatórios de diversos volumes e é proporcional à quantidade de água utilizada na propriedade.

Existem vários tipos de reservatórios. Os de alvenaria podem ser construídos, enterrados ou semienterrados, constituindo as chamadas cisternas. Também podem ser de material plástico resistente e apresentarem capacidades definidas.

No reservatório, qualquer que seja o tipo, deve ser instalado um extravasor, conhecido como “ladrão”, para saída do excedente de água (depois de encher o reservatório).

Cuidados para manter a água limpa

Deve-se instalar o reservatório, sempre que possível, em área protegida dos raios solares. Outro cuidado importante é não reservar as primeiras águas que caem, pois elas trazem sujidades do telhado. Também deve-se manter o reservatório totalmente fechado.

Revolvimento do fundo

Com o passar do tempo, partículas de poeira e de material orgânico assentam no fundo do reservatório. Durante a chuva, a água que chega ao reservatório pode ser forte o suficiente para revolver o fundo, tornando a água turva.

Para evitar isso, instala-se um freio d’água na entrada do reservatório para que a velocidade da água seja diminuída e o impacto menor no fundo.

Impedir o crescimento de algas e outros microrganismos

Para impedir o crescimento de algas (são elas que deixam a água esverdeada), deve-se aplicar hipoclorito de sódio (água sanitária) na água do reservatório — 1 colher de chá de hipoclorito para cada 200 litros de água.

Agora que você já sabe como fazer o reaproveitamento da água da chuva, leia o nosso post e saiba mais sobre a retirada de sais da água!

Deixe um comentário

um × 1 =