tecnologia no agronegócio

Tecnologia no agronegócio: conheça as 4 principais tendências no setor

Por Marketing
Escrito em 30 de setembro de 2019
Atualizado em 18 de setembro de 2019
Blog

O campo absorve, cada vez mais, as inovações presentes em outros setores. As tendências de tecnologia no agronegócio se justificam pela necessidade de produtividade e rendimento, já que há uma demanda em desenvolvimento por alimentos. Por isso, a cada ano, há um crescimento de tecnologias inseridas no segmento.

Conhecê-las é o melhor jeito de se preparar para as novidades e começar a adotá-las. Desse modo, é possível obter todos os resultados positivos e consolidar a atuação no setor.

A seguir, veja quais são as maiores tendências de tecnologia no agronegócio e descubra o que promete se destacar.

1. Internet das Coisas

Também conhecida como Internet of Things (IoT), a Internet das Coisas se baseia no conceito de conectividade. Com ajuda da internet e da tecnologia, diversos dispositivos passam a ser inteligentes e, com isso, distintos. No campo não é diferente.

A ideia é que, no futuro, seja possível contar com cada vez mais recursos conectados e que utilizam a tecnologia de novos modos. Atualmente, já dá para encontrar os sensores de tipos variados, que ajudam no monitoramento e acompanhamento das diversas condições. Com conhecimento amplo sobre a lavoura, fica fácil entender como atuar corretamente.

Essa ainda não é uma realidade para a maioria do campo, mas pode se tornar, em breve, um aspecto principal. O objetivo é usar a tecnologia para realizar atividades complexas com menor dificuldade e mais eficiência.

Além de tudo, a Internet das Coisas permite estabelecer a integração entre vários recursos. Um sensor que se conecta diretamente a uma colheitadeira, por exemplo, pode indicar o momento certo de agir. Com um bom fluxo de informações, fica mais fácil conquistar um aumento de produtividade e melhores resultados.

2. Big Data

Com a grande conexão de dispositivos e aparelhos, há a geração de um grande volume de dados. Essas informações são valiosas para o campo e devem ser aproveitadas corretamente. Por isso, um dos caminhos de tecnologia no agronegócio é a proposta de Big Data.

Essa é uma possibilidade que envolve o processamento de grandes volumes de dados em pouco tempo, com eficiência e clareza. É o caso de centralizar todas as informações sobre sensores e criar um mapa de produtividade. Também há como estabelecer relações entre condições climáticas e de plantio, entender questões financeiras e de rentabilidade e assim por diante.

Com a aplicação desse recurso, inclusive, é possível recorrer a outras alternativas que se destacam. A automação se torna uma realidade e começa a fazer parte do que é utilizado pelo campo.

Máquinas autônomas, como semeadeiras e colheitadeiras, são apenas alguns caminhos. Elas podem atuar com a ajuda de inteligência artificial ou em parceria com o homem, de modo a melhorar os resultados.

Além disso, o Big Data auxilia a favorecer a agricultura de precisão. É possível encontrar os parâmetros adequados para maximizar o desempenho e garantir o máximo aproveitamento das áreas.

3. Uso de drones

Os drones são veículos leves, não tripulados e que podem ser controlados a distância. Muito utilizados para fins de entretenimento, também têm funções úteis que são aproveitadas em vários ambientes — como no campo.

Esses dispositivos podem ser adotados para monitorar a lavoura de forma ampla, sem precisar criar grandes deslocamentos. Com a ajuda de câmeras, com gravações e fotos, é possível entender quais pontos precisam de atenção, se existe uma área em que o plantio foi feito incorretamente e assim por diante.

Também é um jeito de utilizar sensores específicos e de fazer o monitoramento da área de interesse. Graças a esses recursos, dá para ter uma ideia de onde estão os principais problemas.

Além disso, os drones podem ser usados para a aplicação de produtos de forma automatizada. Com a dispersão de produtos, até mesmo a irrigação é facilitada, em certos pontos em que a estrutura não é suficiente.

Ele também pode ser usado para a segurança. É um jeito de identificar focos de incêndio ainda no começo, bem como de fazer uma vigilância total.

Trata-se, portanto, de um recurso muito versátil e que permite ficar de olho em toda a área de interesse para o plantio. Com a facilidade envolvida, o bom desempenho é conquistado com menos dificuldade.

4. Biotecnologia

A biotecnologia reúne diversos conhecimentos, técnicas e aplicações da tecnologia unida à biologia. Os estudos trazem soluções inovadoras e que prometem aumentar a performance de maneira consistente.

Por meio da bioinovação há como, por exemplo, elaborar espécies mais resistentes a pragas. Ao mesmo tempo, a ideia não é pensar apenas na modificação genética. É possível buscar soluções de ocorrência natural, que não sejam oportunistas e que não gerem impacto ambiental.

Compostos fertilizantes de alta performance permitem aumentar a disponibilidade de micro e macronutrientes no solo. Também garantem a correção de condições específicas, o que faz com que as áreas fiquem muito produtivas.

Esses fertilizantes orgânicos servem para grandes culturas e favorecem a elevação de produtividade, sem ter que ampliar a área na mesma medida. Como resultado, o retorno se torna muito mais interessante.

Além de tudo, essa tendência de tecnologia no agronegócio tem a ver com a questão da sustentabilidade. O desenvolvimento de produtos com características específicas permite aproveitar ao máximo os recursos, ao mesmo tempo em que evita danos ao meio ambiente. Desse jeito, é possível consolidar um desempenho distinto para a atividade.

Com o crescente uso de tecnologia, o desenvolvimento de pesquisas e novas descobertas é uma tendência que dá origem a muitas outras soluções para o setor. Então, dá para conquistar resultados cada vez melhores.

Independentemente da alternativa, é essencial acompanhar as tendências. Esse é um jeito de ficar por dentro do mercado e implementar as melhorias necessárias para o setor. Graças a essas abordagens, dá para ter um desempenho diferenciado e se destacar no segmento.

Com essas informações, é possível ficar por dentro da tecnologia no agronegócio e suas tendências. Assim, há a chance de se consolidar e de permanecer relevante em relação às mudanças.

Se você gostou de conhecer essas alternativas, compartilhe este post nas suas redes sociais e ajude seus contatos a se manterem atualizados!

Deixe um comentário

2 × três =

Fique por dentro

Fique por dentro de todas as nossas novidades e soluções, do mercado de
agropecuaria, saneamento e bens de consumo.