O que são compostos bioativos e qual sua importância para a saúde?

Por Marketing
Escrito em 14 de março de 2019
Atualizado em 14 de março de 2019
Blog

Atualmente, a qualidade e a variedade dos alimentos consumidos são de grande importância não só pelo valor nutricional, mas também por exercerem uma significativa atividade biológica. Além dos nutrientes essenciais, as frutas e hortaliças, por exemplo, são constituídas por compostos químicos que podem gerar diversos benefícios à saúde humana. São os chamados compostos bioativos.

A procura da sociedade por uma melhor qualidade de vida está diretamente ligada à sua alimentação, e isso tem gerado um aumento na demanda por alimentos que, além de cumprirem suas funções nutricionais básicas, oferecem maiores benefícios à saúde.

Neste post, entenderemos o que são essas substâncias e por que os alimentos ricos em compostos bioativos devem estar cada vez mais presentes na dieta humana. Confira!

O que são compostos bioativos?

Trata-se de substâncias que estão presentes em pequenas quantidades nos alimentos e não têm funções essenciais como os nutrientes, ou seja, sua falta não acarreta uma deficiência ou uma doença. O interesse nesses compostos está crescendo a cada ano.

Até o presente momento, os compostos bioativos não são definidos como nutrientes, por não serem considerados essenciais ao crescimento a às funções vitais. Alguns pesquisadores apontam que, possivelmente, isso deverá ser revisado no futuro.

Sua estrutura química varia bastante, bem como sua função biológica. Porém, compartilham algumas características em comum: são substâncias orgânicas que pertencem, essencialmente, a alimentos do reino vegetal — embora alimentos de origem animal também os tenham —, não sendo essenciais ao organismo humano.

Em geral, são compostos secundários nas plantas e estão relacionados com o seu sistema de defesa contra ação da radiação ultravioleta e ataques de insetos ou doenças.

Eles desempenham diferentes papéis, como atividade antioxidante, estimulação do sistema imune, equilíbrio do nível hormonal e atividade antibacteriana e antiviral. Compostos bioativos, como os fenólicos, os carotenoides e o ácido ascórbico, presentes nos alimentos, estão envolvidos.

Quais os principais compostos?

Os compostos bioativos podem ser divididos em grupos com inúmeros compostos distintos. Devido ao seu grande número, apenas uma pequena parte já foi estudada de forma detalhada, sendo apontados como os principais responsáveis pelos benefícios de uma alimentação constituída de frutas e hortaliças. Saiba mais sobre alguns desses compostos.

Compostos fenólicos

Os compostos fenólicos representam a maior categoria de agentes fitoquímicos e são os principais componentes antioxidantes presentes nos vegetais. Nas plantas, eles exercem função de defesa contra o ataque de microrganismos e insetos, além de serem responsáveis por algumas características organolépticas (cor, sabor, textura) dos alimentos.

Os três maiores grupos de fenólicos da dieta são os flavonoides, os ácidos fenólicos e os polifenóis (taninos). As principais fontes desses compostos são hortaliças, frutas, cereais, chás, café, cacau, vinho e soja.

Ainda, pode ser encontrado o resveratrol, que pertence à classe dos estilbenos e as antocianinas, que são flavonoides com ampla distribuição na natureza e responsáveis pelas cores azul e violeta, presentes em flores e frutos.

Uma das maiores fontes de compostos fenólicos, quando comparadas a outros vegetais, são as uvas, que podem ser classificados em flavonoides e não flavonoides.

Ácido ascórbico

O ácido ascórbico (vitamina C) tem várias funções biológicas e desempenha uma importante atividade antioxidante, o que previne as células de danos causados pela oxidação. Combate os radicais livres e, assim, previne e retarda o envelhecimento dos tecidos.

É importante lembrar que os seres humanos não são capazes de sintetizar o ácido ascórbico, sendo o consumo de frutas e hortaliças a principal fonte desta vitamina. São exemplos naturais: acerola, limão, laranja e legumes e verduras, como ervilhas, couve e brócolis.

Carotenoides

Os carotenoides são pigmentos naturais presentes em vegetais, animais e microrganismos, responsáveis pela coloração do amarelo ao vermelho nos frutos. No entanto, os animais não são capazes de sintetizar carotenoides, já que eles absorvem esses compostos por meio de sua dieta.

O papel mais importante e conhecido dos carotenoides, especialmente β-caroteno, é a sua atividade como provitamina A. Outras importantes ações biológicas estão associadas à capacidade de agir como antioxidante, promovendo proteção contra alguns tipos de cânceres, doenças cardiovasculares, cataratas e degeneração macular, bem como na melhora do sistema imunológico.

O licopeno é um conhecido carotenoide, que está presente no tomate e seus derivados, além de ser responsável por sua coloração vermelha e de outras frutas, como a melancia. Previne a oxidação do colesterol LDL, reduzindo o risco de doenças cardiovasculares.

Qual a importância do consumo e os benefícios para saúde?

Aos compostos bioativos tem sido atribuída a capacidade de exercer influência na redução do risco de desenvolver doenças crônicas não transmissíveis, inflamações, doenças cardiovasculares, catarata e outras. Esses benefícios são reconhecidamente associados à ingestão de frutas e hortaliças.

Desempenham atividades antioxidantes e de proteção de órgãos, como o fígado, cérebro, rins e sistema cardiovascular. A capacidade antioxidante das frutas varia conforme seus teores de vitamina C, vitamina E, carotenoides, flavonoides e outros compostos fenólicos.

Podem ser agentes na redução dos riscos de câncer e do desenvolvimento de degeneração macular, condição que provoca a perda da visão, devido à idade avançada.

A inclusão de alimentos ricos em antioxidantes na dieta, os que atacam os radicais livres ou interferem no metabolismo de lipídeos e da glicose, implicam em efeitos benéficos no combate às complicações causadas pela obesidade.

A eficiência desses compostos depende de sua composição e concentração nos alimentos. A quantidade dessas substâncias é influenciada diretamente pelas condições ambientais, tipo de manejo do cultivo, grau de maturação e variedade da planta, entre outros aspectos. Plantas com nutrição adequada e solo bem manejado resultam, em geral, em maior vigor e resistência.

Apesar de ainda existirem algumas respostas não compreendidas a respeito de suas funções no organismo, muitos efeitos benéficos dos compostos bioativos para saúde já são conhecidos. O consumo de alimentos que os têm são indispensáveis para uma dieta rica e balanceada.

Há pesquisas que mostram que os consumidores estão dispostos a pagarem mais pela qualidade nutricional agregada aos produtos, principalmente pensando na sua saúde e de sua família. Podemos ter como exemplo o consumo de produtos orgânicos, que apesar do seu valor mais alto em relação aos “convencionais” oferecem grande benefício ao consumidor.

É importante salientar que a crescente preocupação das pessoas em relação à qualidade e ao tipo de alimento que consomem também demanda dos produtores uma busca por melhorias em seus produtos, principalmente relacionadas ao valor nutricional. Daí a importância dos compostos bioativos.

Gostou? Quer aprender mais? Então, leia também sobre como aumentar a produção de orgânicos para otimizar sua produção.

Deixe um comentário

6 + 1 =

Fique por dentro

Fique por dentro de todas as nossas novidades e soluções, do mercado de
agropecuaria, saneamento e bens de consumo.