3 estratégias para prevenir os riscos ambientais

3-estrategias-para-prevenir-os-riscos-ambientais.jpeg

Em um cenário mundial em que é preciso encontrar formas de reduzir gases poluentes e melhorar a qualidade de vida das cidades, é importante que as empresas tenham estratégias definidas para prevenir, mitigar e remediar seus riscos ambientais.

Quem deve criar essas estratégias é o gestor de meio ambiente da organização, que precisa definir ações a serem tomadas antes, durante e depois de qualquer acidente ambiental.

Neste artigo, você vai conhecer como funcionam essas etapas e como essas estratégias garantem mais segurança operacional e autoridade na questão socioambiental à empresa. Confira!

1. Prevenção de riscos ambientais

O setor industrial costuma ser um dos mais responsabilizados pela poluição, mas com uma avaliação detalhada dos impactos da sua empresa, é possível estabelecer processos preventivos que reduzem isso.

A prevenção deve focar em eliminar o máximo de possíveis causas de riscos ambientais e estabelecer ações para serem tomadas a fim de reduzir o impacto de algum acidente. Para isso, é preciso fazer um plano de risco.

Os principais pontos de um plano de prevenção devem abranger a coleta e o tratamento do esgoto doméstico e industrial, como produtos químicos e pesticidas. Conforme se estabelece uma rotina de coleta do lixo, é necessário dar uma destinação correta a ele. Por isso, é preciso eliminar lixeiras e depósitos a céu aberto.

Muitas vezes, coisas simples como estabelecer uma política de limpeza para ralos e comprar produtos sustentáveis já ajuda bastante!

Também é importante para a prevenção fazer um mapeamento do uso do solo e dos recursos naturais, para que eles possam ser usados de forma sustentável e acompanhar as taxas de poluição atmosférica da zona de impacto da sua indústria.

2. Mitigação

A estratégia de mitigação deve ser colocada em prática depois que você já conhece alguns dos impactos ambientais que sua empresa tem causado. Mitigar pode ser entendido como atenuar e suavizar. Portanto, são medidas de ajustes e adequação para que os impactos não cresçam.

Algumas ações de mitigação comuns envolvem o condicionamento de novas operações industriais com alguma compensação ambiental. Dentro desses projetos de compensação, um dos mais comuns é o sequestro de carbono.

Para diminuir os valores de emissão de gases nocivos ao meio ambiente, a empresa deve plantar árvores que absorvam parte dos gases que foram lançados na atmosfera.

3. Remediação

A remediação acontece quando os danos ambientais causados precisam realmente serem reduzidos. Afinal, pode acontecer de as medidas de mitigação não darem conta de atenuar a poluição causada pela empresa. Por isso, é necessário ter um plano para reverter esses danos ao máximo.

Em geral, é possível reverter áreas com solo e água contaminados, como rios. Para isso, existem empresas especializadas em deixar esses ambientes mais uma vez saudáveis, com a utilização de diversas técnicas.

Agora você já conhece os principais pontos de uma estratégia para reduzir riscos ambientais. Comece com a prevenção para evitar gastos excessivos com remediação e valorize a mitigação. Assim, você consegue reduzir o impacto da sua empresa no meio ambiente e ainda ganha pontos na imagem corporativa. Afinal, quem não valoriza uma indústria com responsabilidade socioambiental, não é?

Gostou das nossas dicas e conhece alguma outra estratégia? Comente aqui embaixo como você acredita que as empresas podem ajudar a cuidar do meio ambiente!

 

Deixe um comentário

cinco + 1 =